NOVAS IDEIAS,

NOVO GOIÁS

QUEM SOU

Exemplo de família

A história da minha família tem uma grande ligação com o trabalho para ajudar quem mais precisa. Antes mesmo de compreender a política, eu tive uma importante lição que mudaria a minha vida. Um ensinamento do meu avô materno. Foi no dia a dia com o vô Moisés e seu trabalho social, em uma creche lá em Jataí, onde nasci, que entendi que a vida ganha um novo sentido quando dedicamos nosso tempo e esforços para o próximo.

Durante as férias, meus primos e eu participávamos, com meu avô, das tarefas diárias na creche. Ele plantou em nós a semente da solidariedade e nos mostrou que, para ajudar, basta estender a mão e ter vontade de fazer a diferença. Aprendi com ele e também com minha mãe, Sandra Carvalho, que a grandeza de uma pessoa está na soma dos pequenos gestos.

Já na juventude, quando comecei a me interessar pela vida pública, as pessoas viram uma conexão natural por causa do meu pai, Maguito Vilela, e sua história política. “Filho de peixe…” – era o que costumavam dizer.

Meu pai foi a minha inspiração a partir do exemplo da infância. Foi observando a sua atuação organizada dentro da esfera pública e a sua preocupação com as pessoas que compreendi que a política é uma importante ferramenta para levar benefícios e a dignidade a quem não teve as mesmas oportunidades.

Trouxe comigo de Jataí o exemplo humanitário a Goiânia, onde meu pai exercia mandato de deputado estadual. Sempre acompanhando sua trajetória na Câmara Federal, no Governo de Goiás e no Senado. Aprendi que um trabalho bem estruturado, com um foco definido e com a disposição de quem quer fazer a diferença é capaz de transformar a vida de milhares de famílias.

Sonho no futebol

Como milhões de jovens brasileiros, já sonhei em viver do futebol. Joguei profissionalmente no Goiás, Gama e Atlético Goianiense. Foi um período de grandes realizações e descobertas. Aprendi a conviver com a pressão dentro e fora de campo. Vi o quanto é importante trabalhar em equipe para se alcançar os objetivos.

O esporte me ajudou a ser mais disciplinado e aguerrido. Aprendi a superar a dor, a ganhar e perder. Sou hoje grande um defensor da prática esportiva como instrumento de formação dos nossos jovens.

Escrevendo a minha
história na vida pública

Em 2006, ouvi o chamamento da minha vocação. Assim como meu avô e meu pai, decidi usar o meu esforço e meu tempo para ajudar as pessoas. Optei pela política como meu caminho. Acredito que devemos nos preparar para tudo que nos propomos a fazer; e, assim, comecei a estudar tudo que podia sobre nossa história política e sobre gestão pública.

Vereador por Goiânia

Minha primeira disputa aconteceu dois anos depois. Em 2008 fui eleito vereador em Goiânia, com 8.283 votos, sendo o quinto mais votado. Tive a honra de ser líder do meu partido, o PMDB, na Câmara Municipal. Foi lá também que pude trabalhar em uma das minhas prioridades: a Educação, o instrumento de mudança da sociedade. Atuei com afinco, me tornando presidente da Comissão de Educação e Cultura.

Conseguimos diversas conquistas para a cidade:

  • a regularização de 45 escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs);
  • o reembolso-creche para os servidores;
  • parcelamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que facilita a aquisição da casa própria por parte dos servidores.

No mesmo período, Maguito começou a operar uma verdadeira revolução como prefeito de Aparecida. Transformou uma cidade dormitório, que era até apontada por muitos como um caso sem solução, em caso de sucesso nacional. Colocou Aparecida na dianteira do desenvolvimento em Goiás, fez dela uma das maiores geradoras de emprego no País. Ali eu tive a compreensão definitiva do quanto o trabalho sério, a gestão planejada e o equilíbrio político podem transformar uma cidade ou um Estado e a vida das pessoas que ali habitam.

No Legislativo goiano

Em 2010, chegou a vez de um novo desafio: a Assembleia Legislativa, onde consegui expandir a atuação do meu trabalho em Goiânia para todo o Estado. Fiquei entre os 10 mais votados naquela eleição, com 36.382 votos.

Na Assembleia, segui representando o PMDB como líder no Legislativo e, como parlamentar de oposição, pude exercer a função de fiscalizador do Poder Executivo, além de contribuir com a gestão do Estado, apresentando projetos para a modernização da gestão pública em Goiás.

Um dos pontos de destaque foi a apresentação do projeto que prevê isenção de impostos estaduais na aquisição de veículos por deficientes não-condutores, uma medida inclusiva que, depois, foi instituída em todo o País.

Destinei durante um ano e meio toda a verba indenizatória para que pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) fizessem um amplo estudo que resultou no livro “Políticas Públicas em Goiás – Diagnóstico, Avaliação e Propostas”, que foi publicado em 2015 e distribuído gratuitamente a diversas instituições de Goiás.

Acredito que as decisões político-administrativas não podem ser no “achômetro”. Têm que ser baseadas em diagnósticos sérios, com dados objetivos, e a academia tem muito a contribuir com o setor público. Começou aí minha parceria com o meio acadêmico que resultaria na conquista de duas novas universidades federais para Goiás: a Universidade Federal de Catalão (UFCat) e a Universidade Federal de Jataí (UFJ).

O desafio em Brasília

Em 2014, com mais de 179 mil votos, fui eleito para uma cadeira na Câmara Federal. Fui disposto a manter o mesmo foco e disposição, mas agora podendo ampliar a atuação do meu trabalho para ajudar as famílias de todo o Brasil.

Em Brasília, recebi o reconhecimento de uma atuação conciliadora e marcada pelo diálogo ao presidir a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), a mais importante da Câmara. Fui um dos primeiros deputados de primeiro mandato a alcançar tal posto no Parlamento e o segundo goiano a sentar nesta cadeira.

Além disso, integro as comissões que analisam a formatação de um Código Comercial e da reformulação da Lei Pelé, assim como sou suplente nas comissões de Agricultura e Meio Ambiente e de Trabalho e Serviço Público, entre outras.

Das grandes inovações tecnológicas aos pequenos produtores rurais, sigo atento e em sintonia com o cidadão goiano e seus anseios. Busco o desenvolvimento econômico e o bem-estar social, seja do trabalhador, do empreendedor, da criança, do jovem ou do idoso.

Isto porque, dentro de mim, a esperança que vibra ainda é a mesma do vô Moisés, que até hoje não escolhe dia e nem horário para ajudar as pessoas. Porque a energia que tenho para o trabalho na lida política é a que vem da trajetória de meu pai, que emprestou mais de 30 anos de sua vida para trabalhar por Goiás e fazer a diferença na vida de todos os goianos.

Porque é nessa política que acredito e é assim que atuo: saber ouvir os mais diferentes desejos e necessidades das pessoas e usar o poder que o voto nos confere para transformá-los em realidades.

Venha nos ajudar a construir um novo Goiás

FAÇA PARTE
DA MUDANÇA

SAIBA COMO